Por que os pastores deveriam discipular pessoalmente homens que sejam líderes de igreja em potencial?

Ministério 9Marcas

Discipulado 9Marcas

  1. Isso é o que a Escritura ordena. Em 2Timóteo 2.2, Paulo escreve: ” E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros.” Uma vez que a carta a Timóteo foi escrita não meramente a Timóteo, mas a todos nós (Romanos 15.4; 2Timóteo 3.16-17), todo pastor de uma igreja local deveria treinar outros homens para serem mestres na igreja.
  2. Pastores são os mais aptos a treinar outros pastores. Homens em preparação para o ministério irão aprender melhor com aqueles que estão envolvidos na obra em tempo integral. Eles irão adquirir sabedoria prática, sensibilidades pessoais e um entendimento mais profundo da obra que eles não obteriam de nenhuma outra maneira, nem mesmo através de professores de seminários.
  3. Isso é o de que a igreja precisa. Como pastor, você precisa ser o líder no treinamento de líderes, não importando se esses líderes irão servir a sua própria igreja como presbíteros ou irão a algum outro lugar. Se você não discipular líderes, quem o fará?
  4. Isso evangeliza as gerações futuras. Um pastor pode fazer “obra missionária” para o futuro ao treinar líderes no presente.

Créditos: Copyright © 2011 9Marks | Original aqui.
Tradução: 
Vinícius Silva Pimentel | PreciosoCristo | Original aqui.
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que inclua estes créditos, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Anúncios

Quais são as coisas mais importantes que um jovem pastor deve fazer?

Ministério 9Marcas

Discipulado 9Marcas

  1. Pregar a Palavra. A coisa mais importante que um jovem pastor deve fazer é pregar a Palavra de Deus. Tudo começa aqui. A Palavra de Deus é que converte os pecadores e santifica os santos (1Tessalonicenses 1.5; João 17.17). A Palavra de Deus é o que traz saúde, crescimento e transformação piedosa (1Tessalonicenses 2.13). Portanto, a pregação expositiva fiel da Palavra de Deus deve ser a maior prioridade de um jovem pastor.
  2. Amar as pessoas. Um pastor deve amar o seu povo. Ele deve viver no meio das pessoas, cuidar das pessoas, servir as pessoas, encorajar as pessoas, suportar as pessoas, e dar a si mesmo pelas pessoas. É especialmente importante que um pastor ame o seu povo generosa e ternamente desde o início do seu ministério, de modo que as pessoas possam aprender a confiar nele. Sem essa confiança conquistada pelo amor, elas não estarão dispostas a seguir a sua liderança.
  3. Escolher sabiamente as batalhas. Nem toda questão é digna de que travemos uma guerra por sua causa. Um jovem pastor deve trabalhar para desenvolver um senso claro do que é mais importante e só “bater o pé” quando realmente valer a pena.
  4. Pensar no longo prazo. Não espere que todas as coisas mudem da noite para o dia. Planeje estabelecer-se e trabalhe por mudanças ao longo do tempo. Ensine e discipline o seu povo pacientemente. Comprometa-se pessoalmente a servi-lo no longo prazo e ore para que o Senhor traga frutos no Seu tempo apropriado.

Créditos: Copyright © 2011 9Marks | Original aqui.
Tradução: 
Vinícius Silva Pimentel | PreciosoCristo | Original aqui.
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que inclua estes créditos, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Por que uma igreja local deveria cultivar uma cultura de discipulado?

Ministério 9Marcas

Discipulado 9Marcas

Os membros de uma igreja local deveriam cultivar uma cultura de discipulado porque eles desejam:

  1. Obedecer à Escritura. A Bíblia dá a todos os cristãos a responsabilidade de edificar e encorajar uns aos outros na fé (Romanos 15.14; Efésios 4.13-16). A Escritura também ordena aos cristãos mais velhos serem um exemplo para cristãos mais novos de uma maneira que lhes permita imitar inteiramente o seu estilo de vida (Tito 2.3, 6-7; Hebreus 13.7).
  2. Cuidar de cristãos mais novos. Como crianças, cristãos aprendem pela imitação (1Pedro 2.21; 1Tessalonicenses 1.6). Hoje, muitos jovens cristãos jamais sequer viram um casamento saudável, ou uma submissão piedosa às autoridades, ou um serviço sacrificial na igreja. A fim de amadurecerem, cristãos mais novos se beneficiam ao verem santos mais velhos viverem a vida cristã, não apenas ao ouvirem sobre a vida cristã.
  3. Promover unidade. Numa cultura de discipulado, os cristãos se reúnem para resolver juntos os problemas da vida cristã. Eles lutam com doutrinas difíceis juntos. Eles enfrentam as tribulações e tentações juntos. Eles servem a igreja e evangelizam os perdidos juntos. Tudo isso fomenta uma unidade vibrante e tenaz.
  4. Treinar líderes. Através de relacionamentos pessoais, os líderes atuais podem cultivar uma liderança piedosa, treinar líderes mais novos e identificar novos líderes à medida que o fruto do seu ministério se torna evidente. Numa cultura de discipulado, os líderes podem ser identificados não apenas por sua personalidade ou seus dons naturais, mas por seu caráter e pelos frutos em seu ministério.
  5. Multiplicar ministérios. Numa cultura de discipulado, as pessoas terão muito mais condições de equipar outros nas áreas em que elas se sobressaem. Evangelistas fiéis irão levantar outras testemunhas ousadas. Guerreiros de oração irão ensinar outros a interceder. Uma cultura de discipulado multiplica os dons e ministérios de todo o corpo da igreja, não apenas do pastor ou de um pequeno grupo de líderes.

Créditos: Copyright © 2011 9Marks | Original aqui.
Tradução: 
Vinícius Silva Pimentel | PreciosoCristo | Original aqui.
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que inclua estes créditos, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

As igrejas deveriam ver o discipulado primariamente como um “programa” ou como um “estilo de vida”?

Ministério 9Marcas

Discipulado 9Marcas

A igreja não deveria ver o discipulado primariamente como um evento especial ou um programa espalhafatoso. Discipulado não é algo ocasional ou fora do normal, algo que pode ser isolado do resto de nossa vida cristã. Ser um cristão é ser um discípulo de Cristo. E ser um discípulo de Cristo significa

  • (i) procurar ajuda de outros para ser como Cristo (ser um discípulo);
  • (ii) procurar ajudar outros a serem como Cristo (discipular).

Portanto, as igrejas deveriam ver o discipulado como um estilo de vida. O discipulado deveria constituir uma parte normal de ser um cristão e um membro de igreja. É o que um seguidor de Cristo faz.

Isso significa que igrejas podem ou não usar programas para promover o discipulado. Mas elas definitivamente desejam promover uma cultura de discipulado. Deveria ser normal que cristãos mais novos discutissem assuntos espirituais durante refeições com cristãos mais velhos. Deveria ser normal que cristãos mais novos passassem tempo nas casas de cristãos mais velhos para ver como eles aplicam sua fé a cada área da vida, até como eles colocam as suas crianças para dormir. Pela graça de Deus, uma igreja que fomenta uma cultura de discipulado será cheia de membros que parecem mais e mais com o Senhor Jesus (1Coríntios 11.1).

Créditos: Copyright © 2011 9Marks | Original aqui.
Tradução: 
Vinícius Silva Pimentel | PreciosoCristo | Original aqui.
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que inclua estes créditos, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Na prática, como eu posso discipular outros cristãos?

Ministério 9Marcas

Discipulado 9Marcas

  1. Una-se a uma igreja.
  2. Chegue cedo às reuniões da igreja e fique até tarde.
  3. Pratique a hospitalidade para com os membros de sua igreja.
  4. Peça a Deus por amizades estratégicas.
  5. Se possível, inclua um item em seu orçamento familiar ou pastoral para um tempo semanal com companheiros cristãos. Discuta esse assunto com sua esposa. Se possível, estipule no orçamento um item semelhante para a sua esposa também.
  6. Agende regularmente cafés-da-manhã, almoços, ou algum outro compromisso social culturalmente aceitável com indivíduos ensináveis (do mesmo sexo). Dependendo da pessoa, você pode decidir encontrá-la uma vez, ou indefinidamente, ou por um número preestabelecido de vezes (cinco, por exemplo). Se você e o indivíduo têm algum passatempo em comum, pense em maneiras de fazerem isso juntos.
  7. Pergunte-lhes sobre suas vidas. Pergunte-lhes sobre seus pais, esposa, filhos, testemunho, trabalho, caminhada com Cristo, e assim por diante. Ao fazer essas perguntas, porém, faça-o de uma maneira que seja apropriada ao seu contexto cultural (não os assuste!).
  8. Compartilhe sobre você.
  9. Procure maneiras de ter conversas espirituais. Talvez vocês decidam ler a Bíblia ou algum outro livro cristão juntos.
  10. Considere as necessidades físicas ou materiais deles. Eles se beneficiariam da sua ajuda?
  11. Ore com eles.
  12. Dependendo da situação no seu lar, convide a pessoa para visitar sua casa ou passar tempo com sua família. Deixe que ela veja como você vive.
  13. Procure maneiras de orar pela pessoa durante a semana, individualmente e/ou com sua esposa.

Créditos: Copyright © 2011 9Marks | Original aqui.
Tradução: 
Vinícius Silva Pimentel | PreciosoCristo | Original aqui.
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que inclua estes créditos, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

[Discipulado 9Marcas] Em princípio, como funciona o discipulado?

Ministério 9Marcas

Discipulado 9Marcas

Essencialmente, o discipulado funciona através de instrução e imitação. Porém, o discipulado funciona melhor através do amor. À medida que nós amorosamente instruímos crentes mais novos no caminho da piedade e vivemos de maneira recomendável, eles crescem em semelhança a Cristo por imitarem nossa vida e doutrina (ver 1Timóteo 4.16).

Instrução: A Bíblia chama pastores e pais para instruírem aqueles confiados aos seus cuidados (Provérbios; Gálatas 6.6; Efésios 6.4; 1Tessalonicenses 4.8; 1Timóteo 1.18; 6.3; 2Timóteo 2.25; 4.2). Ela também chama todos os crentes a instruírem uns aos outros (Romanos 15.14).

Imitação: Cristãos são imitadores, primeiro de Deus, depois uns dos outros. Nós crescemos na graça de Deus por ouvirmos e imitarmos. Considere as seguintes passagens:

  • “Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo” (1Coríntios 11.1);
  • “Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos pregaram a palavra de Deus; e, considerando atentamente o fim da sua vida, imitai a fé que tiveram” (Hebreus 13.7);
  • “O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus da paz será convosco” (Filipenses 4.9);
  • “Tu, porém, tens seguido, de perto, o meu ensino, procedimento, propósito, fé, longanimidade, amor, perseverança” (2Timóteo 3.10);
  • “Amado, não imites o que é mau, senão o que é bom” (3João 11).

Amor: As pessoas imitarão a sua vida mesmo quando você não amá-las. Mas um líder que lidera com amor apresenta a melhor imagem de Cristo, e as pessoas irão segui-lo melhor quando você amá-las.

Amizade: Em um certo sentido, discipulado é simplesmente amizade, mas amizade com uma direção Cristocêntrica. O que amigos fazem? Eles imitam uns aos outros. No discipulado, nós nos aproximamos de outros para crescermos em semelhança a Cristo e para ajudá-los a crescerem em semelhança a Cristo.

Como ser um discípulo? (i) Ouça e veja como Cristãos mais maduros trabalham, descansam, criam a família, lidam com conflitos, evangelizam seus vizinhos, perseveram nas aflições, servem na igreja, ou lutam contra o pecado. (ii) Imite-os!

Créditos: Copyright © 2011 9Marks | Original aqui.
Tradução: 
Vinícius Silva Pimentel | PreciosoCristo | Original aqui.
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que inclua estes créditos, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.