Em que cremos?

Em que cremos?

A maioria dos crentes professos de nossos dias é incapaz de expor com clareza as grandes doutrinas cristãs. Podemos ir até mais longe e asseverar que parte significativa da “igreja visível” demonstra verdadeiro desprezo pelas verdades sólidas e perenes do Cristianismo. Muitas décadas atrás, o “doutor” David Martyn Lloyd-Jones já havia diagnosticado que nós vivemos “em uma época em que as definições não estão sendo levadas a sério, em uma época em que os homens têm aversão pelo raciocínio e odeiam a teologia, a doutrina e o dogma” (1).

Todavia, nós cremos que a fé cristã possui um conteúdo definido e imutável pelo qual vale a pena batalhar (Judas 3) e até morrer (Atos 21.13). Portanto, nós, autores do PreciosoCristo, fazemos questão de apresentar de maneira inequívoca a razão da esperança que há em nós, isto é, o conteúdo da fé que professamos.

1. Nossa fé é bíblica e histórica. O alicerce de nossa fé são as Escrituras Sagradas, as quais nós temos como a revelação inerrante, suficiente e proveitosa dada pelo próprio Deus ao Seu povo. Nós cremos que tudo quanto é necessário para a nossa salvação, para o conhecimento de Deus e para a nossa vida neste mundo se encontra na Escritura, não havendo fora dela qualquer revelação autoritativa.

Por outro lado, a nossa fé cristã é a fé comum a todos os cristãos, de todos os lugares, em todos os séculos. Por esse motivo, nós não desprezamos as contribuições deixadas por uma multidão de homens de Deus nestes dois milênios de história da Cristandade. De modo particular, cremos e confessamos os cinco Solas da Reforma Protestante, bem como aceitamos os chamados cinco pontos do calvinismo como a melhor sistematização do ensino bíblico concernente à salvação dos homens. Ainda, num elo mais próximo com outros cristãos brasileiros contemporâneos, nós adotamos a Confissão de Fé do Voltemos ao Evangelho como uma expressão adequada das verdades eternas para o nosso próprio tempo.

2. Nossa fé é cristocêntrica e evangélica. Considerando que nossa fé é bíblica e a Bíblia é primordialmente a revelação de Deus em Cristo, logo o centro de nossa fé é a pessoa e a obra de Jesus Cristo. Nós cremos que Cristo é a imagem de Deus e a expressão exata de Seu ser, sendo Ele o único caminho pelo qual os homens podem ver e conhecer a Deus verdadeiramente. Todas as coisas no universo convergem para Cristo e, no final, ao nome de Jesus todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Ele é Senhor, para a glória de Deus Pai.

Jesus Cristo é aquele a quem adoramos, amamos, servimos e proclamamos. Por essa razão, nós desprezamos todas as formas de crença que neguem ou menosprezem a pessoa e a obra de Cristo, inclusive o “cristianismo” humanista, antropocêntrico e valorizador do ego predominante em nossos dias.

Nós também cremos que Cristo é o único mediador entre Deus e os homens, de modo que a única esperança de salvação de toda a humanidade está na justiça, na morte e na ressurreição do Senhor Jesus – isto é, no Evangelho. São absolutamente inúteis todos os meios de salvação, exceto a fé que vem pela pregação fiel do Evangelho. Por esse motivo, nós estamos comprometidos com a proclamação da graça de Deus e do Evangelho do Reino tanto em nossa vizinhança como nos confins da terra.

3. Nossa fé é viva e operosa. O alvo de nossa fé é a comunhão com Deus no Espírito e a obediência à Sua vontade, mediante a santificação e as boas obras. Nós nos recusamos a dissociar o nosso conhecimento teológico de nosso amor por Deus, assim como de nossa devoção, de nossa piedade e de nossa obediência a Ele.

Igualmente, nós rejeitamos aquele tipo de conhecimento que gosta de se envolver em debates inúteis e contendas de palavras, mas que não conduz o homem ao fervor de Espírito, à vida de oração e louvor, bem como ao desejo de servir à causa do Evangelho, à igreja local, aos irmãos na fé e aos homens em geral. Como escreveu João Calvino, “aquele cuja vida não faz diferença alguma da vida dos incrédulos, na verdade nada aprendeu de Cristo; pois o conhecimento deste não pode ser dissociado da mortificação da carne” (2).

Notas:
(1) LLOYD-JONES, D. Martyn. Estudos no Sermão do Monte. 7a. reimpressão. São José dos Campos/SP: Fiel, 2009, p. 442.
(2) CALVINO, João. Efésios. Série Comentários Bíblicos. São José dos Campos/SP: Fiel, 2007, p. 111.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s