Os melhores links cristãos do mês (Fevereiro/2012)

Todo mês, nós do PreciosoCristo selecionamos e indicamos alguns dos melhores textos e vídeos (ou qualquer outro conteúdo) publicados em sites cristãos. Acessem estes links, visitem estes sites e sejam edificados!

Atenção: O fato de incluirmos o texto de um site neste espaço não significa que endossamos todo o conteúdo do site no qual ele foi publicado.

Links cristãos do mês

Dario de Araújo Cardoso, Uma abordagem cristocêntrica para os sermões biográficos
Na Revista Fides Reformata, XV, nº. 1 (2010): 57-79 (divulgado pelo Voltemos ao Evangelho no post Pregando Cristo no Antigo Testamento (1), em 02 de fevereiro de 2012).

“Tomando como base textos de Sidney Greidanus e Bryan Chapell, o presente artigo analisa a pregação biográfica à luz dos conceitos da pregação cristocêntrica do Antigo Testamento, com o objetivo de propor uma reavaliação da hermenêutica aplicada à preparação desses sermões.”

Augustus Nicodemus Lopes, Palavrão? @#%*!!!! Como assim?!
No O Tempora! O Mores!, em 03 de fevereiro de 2012.

“Acho que a vulgarização do vocabulário dos evangélicos é simplesmente o reflexo do que já temos dito aqui muitas outras vezes: o cristianismo brasileiro é superficial, tem muita gente que se diz evangélica mas que nunca realmente experimentou o novo nascimento, as igrejas evangélicas estão cedendo ao mundanismo e ao relativismo da nossa sociedade. em vez de sermos sal e luz estamos nos tornando iguais ao mundo no viver, agir, pensar e falar.”

Tullian Tchividjian, Onde posso encontrar segurança?
No Editora Fiel (Artigos), em 06 de fevereiro de 2012.

“Há um tempo, em outro texto que publiquei, eu destaquei que a confiança na minha transformação não é a fonte de minha segurança. Antes, a fonte de minha segurança vem da fé na substituição de Cristo. A segurança nunca parte de nós mesmos. Apenas surge como conseqüência de olhar para Cristo.”

Kevin DeYoung, Números na igreja: mais é melhor ou pior?
No iPródigo, em 07 de fevereiro de 2012.

“As igrejas podem ser grandes ou pequenas por todas as razões corretas. Ou por todas as razões erradas. Nós simplesmente não devemos concluir que ser grande é melhor ou ser pequena significa mais santa. Aos olhos de Deus, o sucesso da nossa igreja, e de seu pastor, é mensurado por critérios mais importantes do que a frequência nos finais de semana.”

[Os Meios da Graça] Oração (5) – O que você tem pedido?
No Voltemos ao Evangelho, em 07 de fevereiro de 2012.

“Um dos motivos porque não recebemos o pedido de nossas orações, conforme Tiago, é que pedimos para esbanjar em nossos prazeres carnais. Em último caso, não significa que não devemos pedir nada para nós, mas significa que nossa oração ter ser centrada no Reino. Perceba, por exemplo, que na oração do Pai Nosso, Jesus nos ensina a orar pelo nosso sustento básico diário, mas esta é somente uma das vários outras petições. Se nossa oração tem ficado no “pão de cada dia” ou quem sabe na “picanha de cada dia”, então há algo errado com nossa vida de oração.”

Augustus Nicodemus Lopes, Atos simbólicos no Espírito?!
No O Tempora! O Mores!, em 09 de fevereiro de 2012.

“Após Deus ter se revelado em Jesus Cristo, ter estado entre nós e transmitido ao vivo a sua Palavra, após os apóstolos terem registrado esta mensagem de maneira infalível e suficiente nas Escrituras, pergunto qual a necessidade de profecias encenadas e atos simbólicos para que Deus nos fale através deles. Se alguém não entende a fala de Deus registrada claramente na Bíblia vai entender através do simbolismo ambíguo de gestos e encenações de gente que alega falar no nome dele? Sola Scriptura!”

David Feddes, É possível ser um cristão sem-igreja?
No Jairo Rivaldo, em 12 de fevereiro de 2012.

“A Palavra de Deus, a Bíblia, mostra sempre e sempre que se alguém pertence a Cristo, também pertence à Sua igreja e está profundamente envolvido com a vida dela. Portanto, se acha que pode ser um bom crente sem uma igreja, está dizendo que sabe das coisas melhor do que Deus, e fazer isso não é uma coisa muito inteligente.”

James W. Beeke e Joel R. Beeke, O que é a oração?
No Cristão Reformado, em 14 de fevereiro de 2012.

“A oração identifica os desejos do coração e os expressa a Deus. Ela pode ser silenciosa ou audível. Pode ser tão simples como “Deus, sê propício a mim, pecador” (Lucas 18.13) ou tão detalhada quanto a oração sacerdotal de Cristo (João 17), na qual Ele derramou tudo o que desejava que Deus o Pai desse àqueles que acreditam no Senhor Jesus Cristo.”

Chris Bruno, Como pode Ló ser considerado justo?
No iPródigo, em 24 de fevereiro de 2012.

“Nenhuma pessoa é declarada justa se estiver separada de Cristo, mas todos os que estiverem nele são declarados justos por meio dele. E foi por isso que Ló pôde ser declarado como justo mesmo em meio aos seus pecados. Então, 2 Pedro 2.7 é uma prova da audácia do evangelho – Pedro pôde chamar um homem com muitas falhas óbvias de “Ló, homem justo” por causa da promessa a Abraão. E se nós estamos em Cristo, então Deus também nos salvou porque Ele se lembra da sua promessa a Abraão.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s