Precioso Cristo (Ou: O que Ele é para você?)

Vinícius S. Pimentel

Cristo é a preciosidade para você?

Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo. Pois isso está na Escritura: Eis que ponho em Sião uma pedra angular, eleita e preciosa; e quem nela crer não será, de modo algum, envergonhado. Para vós outros, portanto, os que credes, é a preciosidade; mas, para os descrentes, A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular e: Pedra de tropeço e rocha de ofensa. São estes os que tropeçam na palavra, sendo desobedientes, para o que também foram postos. Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus, que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia. (1Pedro 2.4-10)

Como bons cristãos, todos nós estamos prontos a explicar às pessoas que a salvação só pode ser recebida pela fé, e não pelas obras. “Crê no Senhor Jesus e serás salvo”; “porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus” (Atos 16.31; Efésios 2.8). Essa explicação está obviamente certa; é exatamente isso o que a Bíblia ensina! Mas o que significa crer? O que significa ter fé – essa fé que, segundo a Bíblia, nos traz a salvação?

Apesar da evidente grandiosidade do assunto, em contraste com nossa capacidade limitada de oferecer definições, o apóstolo Pedro nos apresenta uma descrição inspirada, concisa, profunda e desafiadora do que seja a verdadeira fé cristã. Ele diz: “Para vocês, os que crêem, Cristo é a preciosidade.” Ponto final.

Sim, eu preciso crer que Cristo é meu Salvador, que Ele morreu na cruz como meu Substituto e, com Seu sangue, comprou para mim a salvação que eu jamais poderia obter com minhas obras. Sim, eu preciso crer que Cristo é meu Senhor, que Ele governa a minha vida tanto quanto reina soberanamente sobre tudo o mais no universo, que Ele é digno de reverência e obediência humilde, embora eu seja incapaz de oferecer de mim mesmo algo que seja verdadeiramente bom. Sim, eu preciso crer que Cristo é Salvador e Senhor.

Porém, Pedro nos mostra que a fé verdadeira envolve muito mais do que isso. O verdadeiro cristão considera que Cristo é mais do que o seu Salvador pessoal e o Senhor de sua vida. Segundo Pedro, aqueles que verdadeiramente creem são aqueles que consideram Cristo a sua preciosidade.

Aqueles que creem verdadeiramente são aqueles que consideram Cristo a sua preciosidade

Isso significa que a conversão, aquele momento sobrenatural no qual um pecador perdido é encontrado e salvo pelo Bom Pastor, não envolve apenas uma mudança da morte para a vida ou um transporte do inferno para o céu. A conversão corresponde a uma completa reviravolta na minha percepção do valor e da dignidade de Cristo. Envolve também um apego pessoal a tudo o que Cristo é, acima de todas as outras pessoas e coisas. Cristo não é mais simplesmente o Salvador do mundo e o Senhor do universo. Ele é o meu Salvador, o meu Senhor, a minha Vida, o meu Tudo, e nada mais me satisfaz tanto e me dá tanto prazer quanto estar com Ele, desfrutando da Sua presença e de tudo o que ela traz: perdão, graça, justiça, paz, alegria, amor…

Quando Cristo se torna a minha preciosidade, todos os senhores e deuses do meu coração são destronados. Agora, Ele é o meu tesouro, e não o meu dinheiro ou as minhas possessões. Ele é o meu prazer, e não a lascívia, a pornografia, o sexo ilícito, o adultério. Ele é o meu lugar de descanso, não a minha cama, a minha casa de praia ou a minha casa de campo. Ele é o meu socorro, não os meus pais, a minha namorada, a minha esposa ou os meus amigos. Agora, Ele é tudo em mim e para mim!

Além disso, quando Cristo se torna a minha preciosidade, palavras difíceis como “obediência”, “fidelidade”, “submissão” e “santidade” deixam de parecer exigências severas de um Deus egoísta e se tornam expressões espontâneas do amor, do contentamento e da satisfação que Cristo desperta em mim. Para o verdadeiro crente, aquele que tem Cristo como sua preciosidade, “os seus mandamentos não são penosos” (1João 5.3).

Não se engane. O que você pensa sobre Cristo não muda aquilo que Ele verdadeiramente é. O valor absoluto de Cristo é dado por aquilo que o Pai pensa sobre Ele, e, segundo Pedro, Cristo é a pedra “eleita e preciosa” para com Deus. Porém, o que você pensa sobre Cristo define radicalmente o seu destino no futuro e molda poderosamente o modo como você vive no presente. Se Cristo é para você apenas uma pedra de tropeço, um paralelepípedo sem valor, então você vive agora como um desobediente e seu destino será o juízo eterno de Deus. Você precisa se arrepender do seu desprezo pelo Filho de Deus e recebê-Lo como o Tesouro maravilhoso que Ele é.

O que você pensa sobre Cristo define radicalmente o seu destino no futuro e molda poderosamente a sua vida no presente

Porém, se Cristo é para você o Diamante mais precioso, a Pérola de valor inestimável, então você vive agora como um santo e, na eternidade, terá um lugar garantido à mesa de Deus.

O que Ele é para você?

Por: Vinícius Silva Pimentel | PreciosoCristo | Original aqui.
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que inclua estes créditos, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Anúncios

4 respostas em “Precioso Cristo (Ou: O que Ele é para você?)

  1. O sonho de todo pastor é ver uma Igreja onde cada membro descubra e entenda o valor que Cristo tem para as suas vidas, mas entendo que esta é uma obra do Espirito santo, nossa responsabilidade é apresentar Cristo através da pregação do Evangelho e orar para que cada pessoa valorize Cristo como ele realmente é. Paz meu irmão, meu amigo.

    • Meu querido pastor e irmão e amigo,

      Que bom saber que você passou aqui pelo blog! Uma das coisas boas que a internet nos permite é estarmos um tanto próximos daqueles a quem não podemos ver com maior frequência. Você é uma daquelas pessoas com quem eu gostaria de poder passar mais tempo!

      Que o Senhor continue abençoando você em seu ministério, para que você continue a ser um fiel proclamador das insondáveis riquezas que há em Cristo Jesus…

      Um abraço fraterno,
      Vinícius

  2. Meu tudo, meu ar, meu respirar, meu tudo!!!
    Glória a DEUS pela sua vida, irmão. Que Deus te abençoe cada vez mais….
    Paz e graça!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s